Teaching Mission Translations






Back to List of Translations
Print This Document

P-Margul111303MonjoronsonsAppearanceCanBeDisruptive

P-Margul131103OAparecimentoDeMonjronsonPodeOcasionarTranstornos

TR: Rob Davis

Instrutor: MARGUL (Filho Instrutor da Trindade)

O Aparecimento de Monjronson pode ocasionar Transtornos

13 de novembro de 2003

Al! meu nome Margul, Filho Instrutor da Trindade designado para este planeta juntamente com outros da minha ordem. Estamos aqui para acolher todos os que desejarem ouvir a instruo do Paraso, exatamente enquanto um de nossos irmos, seu Filho Magisterial, prepara-se para exercer suas funes no planeta com um corpo semelhante ao de vocs.

Como informei previamente, no seremos visveis durante esta encarnao. Nosso irmo Monjronson (vocs o conhecem, pois o encontraram em esprito) trabalhar com sua equipe a fim de obter maior cooperao entre os vrios povos do seu mundo, revelando a eles quem so e a verdade da cultura que produziram aqui em Urntia. Haver quem resista, quem fique indiferente e quem prontamente se alie a esta causa. Todos os seus esforos e os esforos dos que se unam a ele como filhos encarnados serviro, em parte , para remediar o que tem faltado a vocs, aparentemente por tanto tempo, na histria consciente do seu mundo.

Vocs pensavam que estavam ss. A compensao desta representao do nosso Pai do Paraso, encarnado em seu mundo, ser um transtorno para muitos, mas a sua cultura est em desequilbrio e, sem esta necessria correo, vocs entrariam num curso irreversvel de destruio.Haver muitos, certamente, que ficaro pasmos com esta personalidade e as personalidades dos seus irmos do universo local, a equipe de Melquizedeques que o acompanham. Tantos quantos eram necessrios foram preparados para funcionar como complemento mortal neste servio. Vocs os conheceram, muitos deles, e quando cumprimentarem o Filho Magisterial e sua equipe ocorrer esta tendncia para adular o que vem, celebrar a realidade de nossa presena entre vocs, confirmada por sua prpria experincia na carne, e contudo, ainda assim, ser preciso muita f.

Seus dias de raa de Agondonteiros terminaram, mas, as oportunidades para praticar a f naquilo que vocs no vem, aceitar o mistrio que permanece desconhecido, o Pai que infinito, esto cada vez mais entre vocs.

Ser nossa tarefa despert-los enquanto estivermos ao seu lado, quer em estreita intimidade, ou a uma distncia dos seus irmos csmicos recentemente descobertos, aqueles visitantes do alto; despert-los para as realidades que eles indicam. Minha ordem de Filhos Instrutores atuar como uma nica ordem, o Corpo de Instrutores, que vocs j conhecem. Trabalharemos como se fssemos um, porque na verdade somos um, somos todos unos com o Pai.

Haver aqueles que sero mais atrados para um do que para outro; haver aqueles cujos coraes j estavam comprometidos pelos Fragmentos do Pai para assistncia a Maquiventa, que est assumindo seu posto no mundo; para Monjronson, que est ocupando seu cargo; para os diferentes Melquizedeques, designados para suas vrias regies de influncia planetria; e para esta ordem de Filhos Instrutores, que permaneceremos invisveis. Estamos todos trabalhando como se fssemos um s; no h um nico filho, em qualquer parte deste lar, que a criao csmica, que no trabalhe em unio. Suas conscincias disto podem variar, podem diferir por falta de despertar, uma falta de experincia, e onde h tal carncia, como existe aqui em Urntia, h abundante oportunidade.

Talvez vocs pensem que ns, vindos dos reinos do Paraso, consideramos este lugar como atrasado; este um aspecto que reflete uma perspectiva de tempo. No h lugar atrasado; h apenas um lugar que se move para a frente, a partir de uma posio diferente em nossa famlia; um lugar diferente de desdobramento que produz, naturalmente, uma perspectiva de mente que mais ou menos informada sobre a verdade de quem somos.

Cada um de ns est unido; cada um de ns amado. Ns, que viemos como irmos mais velhos, saudamos vocs com profunda afeio, com alta considerao, pois contemplamos nosso Pai trabalhando no meio das provaes do tempo. Contemplamos a dignidade de carter, coberta pela poeira espalhada neste reino, espera de ser varrida para anunciar a luz trmula do esprito com a qual vocs foram dotados e pela qual nosso Pai se manifesta livremente a vocs.

E assim vamos comear confiando em que vocs esto num lar perfeito, governado e guiado por um amor perfeito, cuja descoberta condicionada por suas relativas exposies ao tempo. O desenvolvimento desta imagem que vocs so, , como sabem, um plano progressivo, durante o perodo de ascenso, mas, como disse previamente, o fato de viverem neste reino, nesta poca, tem uma grande oportunidade de agregar sua experincia uma representao de um nvel de exposio to grande, em um perodo de tempo relativamente to curto, que vocs levaro, de alguma maneira, um resumo, um retrato vvido, daquilo que todos podem esperar atravs de suas jornadas neste grande universo.

Gostariam de saber como? Reflitam nas suas prprias origens terrestres; reflitam no grau de escurido que encobriu este planeta quando vocs chegaram; uma criana mortal, nascida de pais mortais antes desta religao dos circuitos, ou do renascimento das conexes, antes da liberao da informao a respeito da verdade de sua histria. Vocs atravessaram alguns dos perigos mais obscuros que este planeta enfrentou; saudaram a luz do Paraso banhando vocs e tm respondido , progressivamente, de tal maneira que nos encoraja a testemunhar o valor infinito do nosso Pai que vive em vocs e est com vocs durante este tempo de mudana, reivindicao e reunio.

Vocs tm vivido at agora to rpido. Vocs e seus companheiros moldaram este mundo pela sua prpria vontade de viver, afirmando o que h de mais profundo em vocs, atendendo ao chamado do nosso Pai, e saudando-o enquanto ele se prepara para vir a vocs. Esta uma transio de grande magnitude: a travessia de fases de profundo ajustamento. Muitos dentre vocs testemunharo esta luz brilhando no seu mundo, testemunharo esta luz emanando de suas vidas, de suas mentes e coraes, enquanto esta intensidade da graa divina traz aquilo que mais real para a superfcie do seu ser, iluminando suas faces a fim de que todos vejam a verdade: que Deus est entre vocs.

Este momento de graa incomensurvel, ningum pode calcular este circuito da personalidade do nosso Pai; este carter solene do seu amor em vocs, que vocs mostram para seus semelhantes, irresistvel. Vocs ficaro surpresos com a maneira pela qual suas vidas comearo a mostrar a glria do Pai; as maravilhas do seu poder curativo sero conhecidas ao fluir de vocs. Sim, at mesmo vocs, que se consideravam, muitas vezes e em muitos lugares, os ltimos no reino do Cu, tornar-se-o os primeiros. Vocs so os primeiros frutos da reunio, e como estamos felizes em colher esta safra! Em armazen-la em casa, neste lugar de onde alimentaremos o mundo, juntos; juntos com a instruo de muitos, seus irmos mais velhos, fortalecendo vocs, nossos amigos mortais, nossos filhos na f para revelar a luz do Paraso atravs de suas vidas.

Estejam prontos para ouvir! H muitos unidos neste propsito de ensinar e aprender com vocs os caminhos de nosso Pai, trabalhando nesse meio tempo. Descansemos um momento e reanimemo-nos em sua presena, que nos abriga como se fssemos apenas um. Estou muito feliz por estar junto a vocs, trabalhando com vocs, e com todos os que vierem.

END